Bancos Privados suspendem Crédito Consignado a Servidores Federais

4.4/57 votos
folder_openCRÉDITO CONSIGNADO

Bancos Privados suspendem Crédito Consignado a Servidores Federais

[sem_destaque]770[/sem_destaque]

Interrupção acontece após empresa de software ser alvo da Lava Jato.
Bancos dizem estar revendo participação em convênio com autoridades.

Bancos privados decidiram suspender as operações de Crédito Consignado para Servidores Públicos Federais, após a empresa de software Consist ter virado alvo da Operação Lava Jato. Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), as Instituições Financeiras estão revendo sua participação no convênio de gestão firmado com as autoridades públicas.

 

Segundo o Ministério do Planejamento, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal continuam oferecendo Crédito Consignado.

 

 Globo News Jornal das 10

A CBN teve acesso a comunicados reservados distribuídos por três bancos Itaú/BMG, Bradesco e Bom Sucesso – para avisar os gerentes sobre o bloqueio das operações. A medida afeta todas as operações de crédito – tanto para quem deseja realizar um novo empréstimo, quanto quem precisa refinanciar ou fazer a portabilidade, e prejudica funcionários da ativa, aposentados e pensionistas.

A Consist foi contratada para gerir o software que autoriza os pagamentos consignados, após acordo de cooperação técnica foi firmado entre o Planejamento e Sindicato Nacional das Entidades Abertas de Previdência Complementar (SINAPP) e Associação Brasileira de Bancos (ABBC).

O SINAPP disse, em nota, que notificou extrajudicialmente a Consist para que a empresa preste os esclarecimentos devidos. O sindicato destacou que a Consist foi apresentada por “bancos participantes do mercado de crédito consignado”, e que a empresa foi quem apresentou as “melhores condições de atender os requisitos técnicos e operacionais”.

Procuradas pelo G1, a ABBC e a Consist não comentaram.

Investigação da Lava Jato
De acordo com as investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, a Consist teria repassado valores obtidos com o contrato de gestão das margens consignáveis a operadores da Lava Jato.

Após as denuncias, o Planejamento decidiu rescindir em 30 dias do Acordo de Cooperação Técnica envolvendo o Consignado e informou que toda a operação de gestão passará a ser feita pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) e a Dataprev.

A suspensão das operações de consignado pelos bancos é por tempo indeterminado. 

“Os bancos acompanham o caso do ponto de vista técnico, com o objetivo de colaborar com o Ministério do Planejamento na migração para um novo sistema de processamento das folhas de pagamento, garantindo a continuidade do serviço para os servidores. O objetivo é desenvolver um processo de migração de plataforma totalmente transparente para o servidor usuário do serviço”, informou a Febraban, em nota.

A Febraban não informou a relação de todos os bancos participantes do convênio e que suspenderam as operações de crédito consignado.

Fontes:  G1 /  CBN / Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) / Globo News – J10

Tópicos : , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Essa matéria foi relevante? Vote !

4.4/57 votos

Publicações Relacionadas

Geral

Saque do PASEP começa mês que vem

0

Segundo o calendário divulgado pelo Governo no Diário Oficial da União, os saques PASEP poderão ser feitos a partir do dia 16 de julho deste ano e seguem até 30 de junho de 2021

Deixe seu Comentário

Faça como mais de 100.000 Assinantes

Click em mim e tenha Acesso às Plataformas Digitais com Produtos Exclusivos para Servidores Federais

Menu