O Blog do Sr.SIAPE tem + de meio MILHÃO de assinantes. Cadastre-se você também!

Servidores se organizam contra ideia do governo de adiar reajuste para 2020

26 abr
2020

Servidores se organizam contra ideia do governo de adiar reajuste para 2020

Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal promete “reagir” caso o governo leve adiante a medida, que, segundo o Planalto, economizaria R$ 5 bilhões

 

Representantes dos servidores públicos federais dizem que estão dispostos a reagir caso o governo adie para 2020 o reajuste salarial da categoria. O aumento está previsto para o ano que vem, mas o governo considera postergar a medida, com o argumento de que ela é necessária para evitar a paralisação da máquina.

 

“Eu acho que estão tentando gerar frases de impacto para continuar com a mesma cantilena de que o servidor público gera despesas”, afirma Sérgio Ronaldo da Silva, diretor da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), que classifica a medida como “negativa” e afirma que, se o governo tentar adiar o reajuste novamente, haverá reação por parte dos representantes do setor.

 

Segundo o governo, o deficit previsto para 2019 é de R$ 254,3 bilhões. No último sábado, os ministros da área econômica Esteves Colnago (Planejamento) e Eduardo Guardia (Fazenda) confirmaram que a medida está em estudo e que, com a postergação do aumento, a expectativa é de economia de cerca de R$ 5 bilhões. De acordo com Guardia, a decisão será tomada somente em agosto, quando o governo encaminhará ao Congresso o Orçamento do próximo ano.

 

Para o presidente do Sindireta-DF, Ibrahim Yusef, a medida é “precipitada”, já que haverá uma eleição e um novo governo a partir de janeiro. “Não sabemos como vai ser a política salarial. Se vai ser de arrocho ou não.” Ele defende que a categoria mostre aos agentes políticos a real necessidade de uma política de reajuste salarial, “inclusive para repercutir na economia”, disse. Na opinião de Yusef, os aumentos salarias colocam a economia para girar e ajudam a reaquecê-la. “Se está havendo recessão, o governo tem que achar uma forma de reaquecer a economia. Eu acredito que eles estejam na contramão de tirar o país do atoleiro”, afirmou.

 

A última tentativa do governo de adiar o reajuste dos servidores esbarrou no Supremo Tribunal Federal (STF). Por meio de uma liminar, concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski, a medida provisória (MP), editada no fim do ano passado, que postergava o aumento de 2018 para 2019, foi suspensa. A MP perdeu a validade no início de abril sem ser votada pelo Congresso ou analisada pelo pleno do STF. O ministro da Fazenda avalia que, mesmo com uma rejeição da medida pelo Congresso atual, o cenário do próximo ano deve mudar e existe a possibilidade de que o novo presidente aprove a proposta.

Obrigado por acessar nosso Blog! 

Fonte: Correio Braziliense





  • captcha

  • Chat ao vivo

  • Contratação Online

  • Sr.SIAPE apoia a luta contra o CÂNCER de MAMA.
  • Servidores se organizam contra ideia do governo de adiar reajuste para 2020

    tempo leitura: 2 min