Reforma: Promoção por tempo de serviço deixará de existir?

4.2/5480 votos
folder_openGeral

Reforma: Promoção por tempo de serviço deixará de existir?

PEC terá fim de promoção e progreções de servidores por tempo de serviço em seu texto base.

A reforma administrativa promete muitas mudanças na vida dos servidores caso seja aprovada. Sendo uma delas a proibição de promoções e progressões de servidores somente por tempo de serviço.

 

Pelo que foi divulgado até o momento, o texto base da reforma também contará com a retirada do concurso público como ponta pé inicial para entrada no serviço público.

 

A estratégia do governo com a reforma é também, extinguir os reajuste nos salários retroativos dos servidores. De acordo com o governo este tipo de reajuste é comum no funcionalismo e deve ser mudado.

[bsf-info-box icon=”Defaults-sign-out” icon_size=”26″ icon_color=”#888888″ title=”Leia também…” heading_tag=”h4″ css_info_box=”.vc_custom_1572282620453{margin-top: 0px !important;margin-bottom: 20px !important;padding-top: 0px !important;padding-bottom: 0px !important;}”][/bsf-info-box]

Com sua aprovação, a reforma administrativa mudará muitas regras no funcionalismo brasileiro. Sendo estas mudanças aplicadas em todas as esferas governamentais.

Fim das progressões

Com o fim das progressões e promoções somente por tempo de serviço, os gastos com os servidores irão diminuir. De acordo com dados divulgados pelo ministério da economia, cerca de 11 estados gastam mais de 60% da receita corrente líquida, ultrapassando o limite estabelecido pela LRF.

 

Contudo neste primeiro momento o governo afirmou que juízes, parlamentares e procuradores não serão atingidos pelas novas regras da reforma após sua aprovação. Mas, e você o que pensa sobre esta situação?

 

SpotifyDeezerSpreakerSoundcloud

Reforma mudará na maneira de se tornar servidor

O texto base da reforma também terá mudanças para aqueles que pretendem ingressar no serviço público. De acordo com informações apuradas pelo jornal O estado de S.Paulo, passar em concurso não será mais uma garantia de permanência no serviço público.

 

O novo modelo de entrada ao funcionalismo, não deixará de aplicar provas técnicas (concursos). No entanto, o candidato aprovado só irá torna-se um servidor público após um período de serviços prestados.

 

O período ainda não foi definido, mas está em torno de 2 a 3 anos contando com avaliações de desempenho e aptidão para o cargo, conforme informações do jornal O estado de S.Paulo.

Outro ponto que promete causar polêmica é a retirada da aposentadoria como uma punição para os servidores. Atualmente (2020), servidores que cometam alguma infração disciplinar, passam a receber uma aposentadoria compulsória, com salário proporcional.

 

Contudo, o governo pretende mudar esta situação, onde servidores que se encontrarem nesta situação poderão ser desligados e terem seus salários cortados.

Férias dos servidores também será mudada.

Por fim, o governo também pretende padronizar as férias de todos os servidores públicos independentemente da esfera em apenas 30 dias.

O congresso está quase para retornar de seu recesso, e com isso as reformas administrativas e tributárias podem ser enviadas a qualquer momento.  Fiquem atentos, informaremos a vocês quaisquer mudanças que venham ocorrer.

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Essa matéria foi relevante? Vote !

4.2/5480 votos

Publicações Relacionadas

Deixe seu Comentário

Faça como mais de 100.000 Assinantes

Click em mim e tenha Acesso às Plataformas Digitais com Produtos Exclusivos para Servidores Federais

Menu