Aproximadamente 36% dos Servidores Federais poderão se aposentar até 2034

4.2/544 votos
folder_openGeral

Aproximadamente 36% dos Servidores Federais poderão se aposentar até 2034

Cerca de 220 mil servidores públicos federais, poderão se aposentar até 2034. Esse número representa um terço do funcionalismo público efetivos do setor ou 36% que se encontra na ativa. Os dados foram coletados e divulgados pelo Instituto Millenium nessa segunda-feira (10).

Dos trabalhadores que irão se aposentar nessa faixa de tempo, 95% são servidores estatuários, com maior estabilidade de emprego. Perante esse déficit funcional, o governo planeja repor mão de obra por meio de concursos públicos para os cargos que necessitarem.

Atualmente  no Governo do presidente Jair Bolsonaro, os concursos estão sendo abertos em casos excepcionais, como por exemplo na Policia federal. Os órgãos públicos não podem abrir concursos para novos cargos, somente funções que já existem. Essa é uma prerrogativa de estados, municípios, Distrito Federal e a União em troca do auxílio emergencial do governo federal devido a pandemia.

“Temos um limite estreito para fazer qualquer contratação permanente até o final de 2021. Temos uma suspensão, podemos dizer dos concursos. Concursos só em casos muito excepcionais, de onde houver vacância é que poderá ser feita alguma reposição”, revelou o secretário.

Reforma administrativa prevê melhoras para estabilidade

Estudo recente realizado pela equipe econômica do governo federal aponta que a Reforma Administrativa buscará diminuir os gastos públicos, acabar com a progressão automática da carreira e reduzir os salários iniciais dos futuros servidores aprovados em concursos públicos. A reforma esta prevista para ser encaminhada ao Congresso Nacional ainda esse ano, porém foi adiada devido a pandemia.

“Temos um limite estreito para fazer qualquer contratação permanente até o final de 2021. Temos uma suspensão, podemos dizer, dos concursos. Concursos só em casos muito excepcionais, de onde houver vacância é que poderá ser feita alguma reposição”, revelou o secretário. “Temos um limite estreito para fazer qualquer contratação permanente até o final de 2021. Temos uma suspensão, podemos dizer, dos concursos. Concursos só em casos muito excepcionais, de onde houver vacância é que poderá ser feita alguma reposição”, revelou o secretário. “Temos um limite estreito para fazer qualquer contratação permanente até o final de 2021. Temos uma suspensão, podemos dizer, dos concursos. Concursos só em casos muito excepcionais, de onde houver vacância é que poderá ser feita alguma reposição”, revelou o secretário.

A ideia inicial do Governo Federal é atrelar a estabilidade no emprego conforme avaliação de desempenho na carreira do servidor. Os futuros aprovados em concursos não contarão com estabilidade assegurada antes de três anos de estágio probatório, como ocorre hoje em dia.

De acordo com o secretário Lenhart, a Reforma Administrativa  deve ser pensada como um conjunto de ações que buscam a melhora diariamente, o aperfeiçoamento e tornar o serviço público cada vez melhor.

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Essa matéria foi relevante? Vote !

4.2/544 votos

Publicações Relacionadas

Deixe seu Comentário

Faça como mais de 100.000 Assinantes

Click em mim e tenha Acesso às Plataformas Digitais com Produtos Exclusivos para Servidores Federais

Menu